Comunidades negras

R$65,00

Disponível por encomenda

ISBN13: 9788539109517 Categoría:

A partir da experiência de homens e mulheres, em sua maioria negros e negras, descendentes da última geração de escravizados, este livro problematiza aspectos da questão agrária no Brasil. No contexto do cinturão de terra que se estende desde a região do Baixo Sul até o Extremo Sul do estado da Bahia, onde se desenvolveu a lavoura cacaueira, a população negra, ao vencer as barreiras e constituir territorialidades, produziu desde alimentos de subsistência, sobretudo durante o período colonial/imperial, até produtos destinados ao mercado, como café, fumo, cravo-da-índia e cacau. A grande questão é que esses atores sociais, sobretudo no campo jurídico do direitopositivista, têm figurado historicamente como não-cidadãos, conforme indica Boaventura de Sousa Santos. De tal sorte que, no embate com os “super-cidadãos” – os que pertencem à sociedade civil íntima, aqui personificados na figura de Norberto Odebrecht -, a busca de contato com os agentes da lei resultou em prejuízo próprio. Egnaldo Rocha da Silva desafia a história oficial da questão fundiária, ainda hojevigente na memória regional, propondo uma leitura alternativa baseada na documentação oral e escrita, na atenção aos conflitos e na valorização de atores antes desprezados. Enio José da Costa Brito Egnaldo Rocha da Silva é mestre e doutor em História Social pela PUC-SP.

Informação adicional

Dimensões 21 × 28 cm
Formato do produto

Idioma

Seja o primeiro a avaliar “Comunidades negras”

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Avaliações

Não há comentários ainda.

Menu