Alexandra David-Néel

R$50,00

Disponível por encomenda

ISBN13: 9786556840697 Categoría:

A biografia de Alexandra David-Néel, escrita pela historiadora Carmen Lícia Palazzo, apresenta uma viajante e orientalista cuja trajetória foi de grande riqueza e que deixou uma obra considerada como fonte relevante para conhecer com profundidade as características de uma região que não era especialmente aberta à presença de estrangeiros. As longas e detalhadas cartas que Alexandra escreveu para o marido, Philippe Néel, que nunca a acompanhou nas viagens, foram também publicadas e se constituem em um verdadeiro e denso Diário de Viagem, contendo informações muito precisas sobre seus encontros com personalidades importantes da época. “Peregrina como o monge chinês Xuanzang, do século VII, Alexandra também perambulou entre a China, o Tibete e a Índia em busca de explicações e de documentos hinduístas e budista e teve acesso a grandes figuras da religiosidade oriental. Discutiu os princípios da filosofia vedanta com Sri Aurobindo e foi discípula de lamas tibetanos. Alexandra entrevistou o XIII Dalai Lama e, curiosa como Marco Polo, registrou o que viu, algumas vezes também beirando o fantástico, que se insinuava, escondido, em meio às alturas dos grandes picos da cadeia do Himalaia. Imbuída do racionalismo francês, deixou-se encantar pelas religiões asiáticas sem, no entanto, ceder aos modismos superficialmente orientalizantes que se difundiam na Europa no final do século XIX e início do XX. Livre como os nômades da Ásia Central, recusou as amarras e enfrentou percalços quase impossíveis de serem superados por uma mulher ocidental, entre eles o de entrar em Lhassa, sob um disfarce para não ser descoberta pelas autoridades, fossem elas inglesas, chinesas ou mesmo tibetanas.” (Carmen Lícia Palazzo)

Informação adicional

Dimensões 14 × 21 cm
Formato do produto

Detalhe do produto

Idioma

Número de páginas

140

Seja o primeiro a avaliar “Alexandra David-Néel”

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Avaliações

Não há comentários ainda.

Menu